Cálculo do pró-labore: qual a importância e como fazer?

November 24, 2021
Jurídico

O cálculo do pró-labore é uma questão importante para quem tem um negócio. Afinal, essa forma de remuneração, que é diferente do salário, tem diversas finalidades, como assegurar o pagamento dos sócios e gerar coerência para a divisão de lucros da empresa. Por esse motivo, é fundamental descobrir qual o valor deve ser destinado para o pró-labore e quando utilizá-lo.

Neste artigo, mostraremos a importância de calcular corretamente o valor e que cuidados tomar. Apesar de os benefícios trabalhistas, como férias e 13º salário, não serem obrigatórios no caso do pró-labore, ele deve ser utilizado para que aconteça uma retirada de pagamento ou benefício para o quadro societário dentro do mesmo mês. Veja como calcular o seu!

Entenda por que a retirada de pró-labore é fundamental para a empresa

Da mesma forma que os funcionários da empresa recebem um salário, os sócios também têm o direito de receber uma remuneração. O pró-labore (que significa pelo salário) é o modo como isso deve ser feito. Entretanto, existem algumas regras que ajudam tanto a manter o planejamento financeiro do negócio quanto a ficar em dia com as questões fiscais. Afinal, a retirada de pró-labore envolve o pagamento de impostos.

Diferentemente do salário dos colaboradores, a retirada de pró-labore não é obrigatória. Entretanto, ela também se encontra na folha de pagamento e deve acontecer se a empresa tiver faturamentos. Outro motivo importante de fazer o cálculo correto do pró-labore é que ele pode contribuir para a aposentadoria do sócio (vale lembrar que 11% do valor é destinado ao INSS, além de a remuneração entrar no cálculo para o pagamento do imposto de renda).

Descubra como fazer o cálculo do pró-labore

Como o pró-labore não é isento de impostos, talvez a primeira ideia que venha à mente é pagar o mínimo possível, garantindo que o restante do valor destinado aos sócios seja a retirada de lucros. Entretanto, não é bem assim que funciona. O primeiro passo é definir quais são as funções exercidas por cada um dos sócios, encontrando a média salarial que outro profissional cobraria para fazer a mesma atividade.

Em seguida, é hora de analisar as reais necessidades da empresa e cruzá-las com essa média salarial. Ainda, é importante definir a periodicidade da retirada de pró-labore, que normalmente é mensal, mas, dependendo do fluxo de caixa da empresa, pode acontecer sem uma frequência determinada. Assim como os contratos de trabalho, para finalizar esse processo, o ideal é contar com ajuda jurídica e contábil.

Veja quais cuidados tomar na hora de fazer o cálculo do pró-labore

É importante saber que um sócio não necessariamente deve receber o pró-labore. Esse valor só deve ser calculado quando ele exercer uma atividade na empresa. Caso contrário, ele receberá normalmente a distribuição de lucros. Outro ponto em relação a esse cálculo é que o imposto destinado ao INSS (11%) só é calculado até a chegada ao teto, que atualmente é de R$6.101,06.

Viu como é importante entender sobre o cálculo do pró-labore e descobrir, além do valor, quando e para quais sócios ele deve ser feito? Esse pagamento é diferente da remuneração variável, entretanto, é possível criar um planejamento para encontrar estratégias lucrativas que combinem a retirada de pró-labore com a aposentadoria também.

Se você gostou deste artigo, curta nossa página no Facebook e acompanhe a publicação de nossos novos conteúdos!

Caju Team

Caju é uma plataforma de benefícios para quem se importa com seus colaboradores!

Substitua todos seus cartões de benefícios pela Caju! Aqui você consegue comprar os benefícios do seu time de um jeito fácil e que seu time vai amar!

Artigos Relacionados

Assine nossa newsletter

Receba as novidades da Caju em primeira mão

Thank you! Your submission has been received!

Oops! Something went wrong while submitting the form