Gestão de pessoas: benefícios flexíveis abrem novas oportunidades

March 2, 2021
Cases

Até cinco ou dez anos atrás, a área de Recursos Humanos era vinculada a processos administrativos e burocráticos. Os benefícios também, quase como uma commodity. Quando um candidato ia fazer uma entrevista, por exemplo, já sabia que o pacote de benefícios era sempre o mesmo, sem poder de escolha. E depois de contratado, ele sabia que seria sempre da mesma forma: era aquele valor a receber e pronto. Ele não via nos benefícios um diferencial competitivo da empresa.

No entanto, as áreas de Pessoas, Gente & Gestão, e tantos nomes que podemos ter para os Recursos Humanos, vêm ganhando uma importância cada vez maior na estratégia do negócio. Uma evidência é o papel de HRBP (Human Resources Business Partner), profissional responsável por tratar das necessidades das pessoas dentro das empresas.

Mais recentemente, a reforma trabalhista de 2017 trouxe mudanças significativas, permitindo a flexibilização da oferta de benefícios pelas empresas, dentro dos critérios definidos conforme os acordos coletivos sindicais para cada área de atuação, e regulamentando o teletrabalho (home office). Somado a isso, neste 2020 tão diferente e atípico, a pandemia acelerou a digitalização dos processos de gente (admissão, desligamento, avaliações, feedback etc.).

O resultado é que hoje já se fala inclusive de RH 4.0, com uma visão mais automatizada dos processos de RH. Esse movimento se intensificou com a chegada das HRTechs, startups que dão suporte aos profissionais de Recursos Humanos nos pilares de atuação da área: recrutamento e seleção, desenvolvimento e gerenciamento de talentos e administração de RH. As HRTechs têm ajudado de forma definitiva nos processos, aumentando o leque de opções, as possibilidades e potencializando a ação para um viés mais estratégico – inclusive para os benefícios. De acordo com estudo da Distrito, são 373 HRTechs no Brasil hoje, a maioria (42,9%) voltada para desenvolvimento e gerenciamento de talentos, seguida por recrutamento e seleção (28,2%) e HR Core (administração), com 25,5%, Operações (2%), HRMS (1,3%) e Onboarding (0,3%). Há, ainda, um boom de novos negócios inovadores no mercado de RH entre 2014 e 2018, quando surgiram 85,2% dessas empresas.

Os dados mostram que o RH ocupa um lugar cada vez mais estratégico nos organogramas das empresas e a gestão de benefícios se tornou mais relevante, fato que ganhou força com a mudança de hábitos de consumo dentro de casa durante a quarentena. Os benefícios são ferramentas importantes de atração e retenção de talentos, e estão mudando a visão dos colaboradores sobre fatores decisivos para tornar uma empresa interessante para se trabalhar. As startups de RH vêm trazendo soluções inovadoras e vêm transformando um mercado que, historicamente, é tido como bastante engessado e que pouco evoluiu.

Um caso muito legal de citar é o da Loft, que implementou um pacote de mudanças ao longo da pandemia para os funcionários, o que resultou em índices expressivos de satisfação, 19% acima da média de mercado. A adesão ao modelo de benefícios flexíveis faz parte desse processo de reconstrução do engajamento no atual cenário. Com os benefícios flexíveis, a empresa entende que o momento de vida de cada colaborador é muito particular, bem como suas necessidades. A Loft passou a oferecer categorias de benefícios, como refeição, alimentação, mobilidade, cultura, saúde e educação, para o colaborador ter liberdade de utilizar da melhor forma, sempre respeitando as regras definidas pela empresa. Além disso, também passou a oferecer o saldo livre, que é uma categoria em que as empresas costumam utilizar para auxílio home-office e bonificações, por exemplo.

O colaborador precisa ser o grande foco nas prioridades de todas as empresas. É necessário entender suas individualidades, dar oportunidades, e permitir que eles cresçam junto com o negócio. Claro que cada empresa tem sua cultura e sua forma de atuar, mas a área de gente, em grande parte, está em um momento de avanço e disposta a testar soluções. Acredito fortemente nesse modelo, sou um entusiasta de testar e aprender. Empresas são diferentes e uma coisa que dá certo em uma pode não funcionar em outra. Não há problema algum nisso. O problema não é testar e errar. O risco maior é ficar parado e não avançar.

Caju Team

Caju é uma plataforma de benefícios para quem se importa com seus colaboradores!

Substitua todos seus cartões de benefícios pela Caju! Aqui você consegue comprar os benefícios do seu time de um jeito fácil e que seu time vai amar!

Artigos Relacionados

Assine nossa newsletter

Receba as novidades da Caju em primeira mão

Thank you! Your submission has been received!

Oops! Something went wrong while submitting the form