Receba um pedaço da Caju toda semana.

Inscreva-se na nossa newsletter e receba as principais novidades que o profissional de RH precisa saber para se destacar no mercado.

Benefícios corporativos

Bonificação para funcionários: 5 tipos para implementar

Conheça os 5 principais tipos de bonificação para funcionários e saiba como implementar essa estratégia na sua empresa!

Criado em

Atualizado em

por Michele Fernandes

Leia em 10 minutos

Três pessoas em volta de uma mesa, uma com um notebook aberto e expressões alegres.

As bonificações para funcionários são meios que a empresa utiliza para fornecer bônus, valores ou premiações aos colaboradores, como maneira de recompensar o bom trabalho além do salário nominal.

Hoje em dia as empresas têm investido em outros tipos de remuneração para motivar seus colaboradores que vão além do salário. Um bom exemplo disso são as bonificações.

Mas você sabia que existem diversos tipos de bonificação para funcionários, e que cada uma delas pode ser aplicada em um determinado contexto?

Neste artigo, vamos mostrar como essa ação pode trazer muitos benefícios para o engajamento dos funcionários e é capaz de impactar tanto na atração quanto na retenção de talentos. Confira!

O que é a bonificação para funcionários?

Para começo de conversa, é importante saber o que é bonificação, mas, principalmente, o que não é: bonificação não é um meio para consertar ou resolver problemas internos da empresa! 

Pelo contrário, é uma estratégia para evitar que problemas aconteçam, como a insatisfação no ambiente de trabalho, baixa produtividade, baixa performance, perda de colaboradores para a concorrência, entre outros.

Diferente do salário e da gratificação salarial, a bonificação é uma variável não obrigatória. Ela é um dos vários incentivos corporativos que existem atualmente, e pode se dar por meio de premiações, benefícios extras e outras ações, definidas previamente pela empresa.

Há muitas formas para bonificar colaboradores, individualmente ou em equipe, pelos seus esforços e também pela excelência dos resultados alcançados por eles. 

Entre essas diversas formas, temos: viagem, folga, dinheiro, brindes, cursos, vale-presente, lazer, férias estendidas, programas de incentivo, bolsas de estudo, entre outros. 

O propósito dessa ação é mostrar que a empresa se importa verdadeiramente com tudo o que diz respeito aos seus colaboradores, em prol de objetivos comuns. Daí surge a importância de a empresa ter um plano de benefícios e bonificações.

Bonificação x PLR: qual a diferença

A bonificação e o PLR (Participação nos Lucros e Resultados) são dois tipos de valores extras distribuídos aos funcionários.

O que diferencia um do outro é a finalidade. A bonificação pode ter diferentes motivos, mas é, principalmente, vinculada ao desempenho do funcionário.

Enquanto o PLR é um bônus disponibilizado a todos os funcionários, desde que a empresa atinja o resultado previsto para o ano. 

Como montar um bom plano de bonificação na sua empresa

Aliás, a motivação é imprescindível para o bem-estar dos colaboradores e afeta todos os membros de uma equipe. Então por que não investir em premiação para funcionários?

Mas, para que essa estratégia seja efetiva e positiva, é preciso criar um plano de bonificação realista. Todo bônus é bem-visto pelos colaboradores, mas a saúde das finanças da empresa precisam de atenção nessa hora.

Sabendo-se que o bônus é uma remuneração extra, é importante pensar em como estruturar esse benefício de uma forma que seja proporcional aos resultados obtidos. Ou seja, é preciso estar atento a quanto, o que, como e quando bonificar. 

Essa política de bonificações deve precaver possíveis insatisfações e ser utilizada estrategicamente, evitando-se o desequilíbrio do desempenho por insatisfação e a rotatividade de colaboradores.

Este plano deve ser simples, objetivo e realista, com metas relacionadas a recompensas, variando entre metas individuais e coletivas, de modo a incentivar os colaboradores a agregarem valor à empresa, ao mesmo tempo que agregam valor a si mesmos.

Este tipo de reconhecimento mantém um clima organizacional de comprometimento e pertencimento, uma vez que se alinha os colaboradores à missão, visão e valores da empresa. Assim, cada um tem a certeza de que todos são importantes para que a empresa se mantenha ativa. 

Formando um elo com o planejamento estratégico da empresa

Desenvolver uma bonificação por resultados é gerar um elo a mais no plano estratégico da empresa, entre os objetivos dos colaboradores e o sucesso da organização, pela excelência do colaborador. 

Todos devem ser comunicados a respeito dessa bonificação. Precisam saber como funciona e quais os resultados individuais e coletivos atrelados aos bônus.

Deve-se sanar todas as dúvidas para não haver má interpretação e que o plano impacte positivamente os resultados.

Mas é importante lembrar que algo deve ser muito evidente: os colaboradores devem ser incentivados sem depender apenas de bonificação. Essa deve ser tratada como um extra e não o motivo principal da alta performance. 

Quais são os tipos de bonificação?

Quando o RH sabe reconhecer seus colaboradores, não é preciso se desdobrar tanto para pensar em como elevar o potencial competitivo da empresa. E isso não é só sobre construir, mas, sobretudo, é sobre manter uma relação saudável, humanizada e de longo prazo. 

No plano de bonificação, devem ser classificadas e listadas as metas de ações pré-definidas às quais cabe o bônus. E o que não for objeto dessa classificação, ou seja, alguma inovação não pensada, mas que seja significativa, pode ser acatada como bônus extra. 

A seguir, listamos 5 tipos de bonificação para funcionários que são muito fáceis de implementar. Mas lembre-se que existem várias outras formas de oferecer bônus que vão além da remuneração de base dos colaboradores.

➜ Veja também: Entenda a diferença entre bonificação e gratificação

1. Bonificação por desempenho

A empresa pode estabelecer um perfil do que considera ser um bom desempenho. A partir daí, ela precisa facilitar o enquadramento de colaboradores neste tipo de bonificação em relação às suas competências.

Alguns bons exemplos são: a melhor performance, os melhores feedbacks – e a mensuração do desempenho e da produtividade do colaborador, por meio de indicadores de desempenho, determinará seu merecimento à bonificação. 

2. Bonificação por alcance de metas

Falar em bater metas é algo que, geralmente, causa arrepios nos funcionários. Só que, nesse caso, não se trata de uma comissão por fazer parte de uma “panela de pressão”, como muitas empresas fazem parecer que o estabelecimento de metas.

O objetivo aqui é bonificar aqueles que realizam entregas que vão além do que é esperado no dia a dia do colaborador.

Os funcionários têm suas atividades e suas rotinas, e isso impacta diretamente no seu desempenho. Por isso, a bonificação por resultados ou alcance de metas é dada para aqueles que acabam se saindo melhor em fatores determinantes para que a empresa ultrapasse as metas estabelecidas e alcance os seus objetivos.

As metas, claro, vão além do resultado financeiro. Elas podem agregar qualquer outro valor ao crescimento da empresa, de modo a mantê-la à frente da concorrência. Ao ultrapassar o patamar das metas, uma compensação é uma ótima ideia para manter a moral. 

3. Bonificação por evolução na carreira

Essa é uma ótima forma de incentivar os colaboradores a estarem atentos e realizarem a gestão de sua própria carreira. 

É uma forma de estimular o desempenho dos colaboradores pensando em sua melhoria contínua. Assim, fica mais fácil realizar a manutenção de sua alta performance, reconhecendo aqueles que investem na carreira e buscam se especializar cada vez mais. 

4. Bonificação por equipe

Esta é uma forma de oferecer bonificação que motiva o trabalho em equipe, a integração entre pessoas, além do engajamento entre elas em um grupo coeso e produtivo.

Neste tipo de bonificação para funcionários entram metas que dependem do conjunto. É uma forma de premiar as ações de todos da equipe em busca de resultados mútuos, porque sabem que o comprometimento com o sucesso é coletivo, e os resultados também são.

5. Bonificação por criatividade e inovação

Imagine um colaborador — ou até mesmo uma equipe — que traz uma ideia inovadora, excepcional, fora de sua rotina, e tal ideia, além de criativa, faz total diferença no resultado. Este é um exemplo que merece uma bonificação!

Uma sugestão ou uma ideia que pode dar outro sentido ou ser um diferencial que traz melhorias para a empresa sempre vai se destacar entre as outras.

Esta situação pode tanto fazer parte do plano de bonificação como ser objeto de um bônus extra, como já mencionado. O que vale aqui é identificar a eficiência da contribuição e premiar por isso.

Assim, essa estratégia pode fazer parte do grupo de ações que fazem com que a empresa seja inovadora e de destaque. Esse destaque extra valoriza muito o potencial criativo dos colaboradores.

→ Veja também: Bonificação e gratificação: existe diferença entre esses dois benefícios? 

O que a CLT diz sobre bonificação?

É importante observar o que a CLT — Consolidação das Leis Trabalhistas — diz sobre as bonificações. No artigo 457 da CLT, que fala sobre a remuneração do trabalhador sob esse registro, não possui um texto exclusivo sobre bonificação.

Mas, conforme o trecho extraído:

§ 2o As importâncias, ainda que habituais, pagas a título de ajuda de custo, auxílio-alimentação, vedado seu pagamento em dinheiro, diárias para viagem, prêmios e abonos não integram a remuneração do empregado, não se incorporam ao contrato de trabalho e não constituem base de incidência de qualquer encargo trabalhista e previdenciário. (Redação dada pela Lei nº 13.467, de 2017)

As bonificações, assim como outros tipos de valores extras descritos, não fazem parte do salário. Por isso, não devem ser tributados.

Na lei, não é estipulado valores mínimos ou mesmo periodicidade para os tipos de bonificação para funcionários.

Ou seja, cabe à empresa estabelecer a maior parte dessas regras, como já falamos. É importante, também, que essas bonificações sejam pagas juntas do salário, em folha.

Quanto à periodicidade da bonificação, também não há nenhuma definição na CLT. Isso acontece porque, como vimos, existem vários tipos de bonificação e algumas delas só são dadas, por exemplo, para funcionários que estão há anos na empresa, variando bastante na periodicidade.

Como o Caju Premiações pode ajudar no plano de bonificação? 

Você sabia que a Caju pode ser uma grande aliada das empresas, não apenas em benefícios flexíveis, mas também na hora de premiar e bonificar os colaboradores? 

Com o Caju Premiações, é possível disponibilizar um saldo no Caju para ser usado na hora de presentear os funcionários em datas comemorativas, aniversários, confraternizações e happy hour, presentes de final de ano e outras datas. 

De forma simples e com custo zero, o saldo do Caju Premiações pode ser administrado no aplicativo, em uma carteira separada, onde o valor não se mistura com o dos benefícios usuais. 

Além disso, o saldo de premiação não expira e é cumulativo. Ou seja, o colaborador pode decidir quando e onde usar a sua premiação, já que o cartão Caju possui bandeira Visa e é aceito em todos os lugares, trazendo ainda mais facilidade e flexibilidade para o dia a dia! 

Quer conhecer melhor todas as vantagens do Caju? Então, entre em contato conosco agora mesmo!

Dúvidas frequentes

O que é bonificação para funcionários?

Bonificação para funcionários é uma recompensa financeira ou de outra natureza concedida aos colaboradores como forma de reconhecimento por seu desempenho, metas alcançadas ou contribuições especiais para a empresa.

Quais são os tipos mais comuns de bonificação para funcionários?

Os tipos mais comuns de bonificação para funcionários incluem bônus por desempenho, alcance de metas, evolução de carreira, bônus por equipe e criatividade e inovação.

O que CLT define sobre bonificações?

As bonificações, de acordo com a Consolidação das Leis Trabalhistas, não integram e não são consideradas para o valor final do salário. São valores extras, que não devem ser tributados.

Conheça a Caju

Preencha o formulário de interesse abaixo.

Entraremos em contato com as melhores soluções para sua empresa.

Compartilhe nas redes sociais

Michele Fernandes

Marketing

Profissional da área de comunicação há mais de 10 anos, com especialidade em criação e estratégia de conteúdo B2B em empresas de tecnologia.

Ver todos os posts dessa autoria

Receba um pedaço da Caju toda semana.

Inscreva-se na nossa newsletter e receba as principais novidades que o profissional de RH precisa saber para se destacar no mercado.