Inteligência Emocional: como desenvolver essa habilidade no trabalho

October 19, 2021
Recursos Humanos

Mais do que nunca, a inteligência emocional é uma habilidade essencial no ambiente de trabalho. Em um momento de tantas mudanças e incertezas no mundo, saber gerenciar suas emoções e não deixá-las afetar sua vida profissional tornou-se de grande valor. Não é à toa que, cada vez mais, empresas têm investido no cuidado da saúde mental de seus funcionários. 

Mas afinal de contas, o que é a inteligência emocional?

Segundo o jornalista e psicólogo americano Daniel Goleman, considerado o “pai da inteligência emocional”, esse termo pode ser definido como a capacidade de uma pessoa em identificar e gerenciar seus sentimentos, assim como dos outros, de modo que eles sejam expressos de maneira apropriada e eficaz. 


Para o especialista, a inteligência emocional é dividida em cinco pilares, São eles:


  1. Autoconhecimento: saber reconhecer suas próprias emoções e sentimentos;
  2. Controle emocional: saber lidar com seus sentimentos e adequá-los a cada situação de sua vida;
  3. Automotivação: capacidade de dirigir e comandar suas emoções, para assim alcançar algum objetivo pessoal ou profissional;
  4. Reconhecimento de emoções em outras pessoas: saber reconhecer os sentimentos dos outros e ter empatia;
  5. Habilidade em relacionamentos interpessoais: a partir do reconhecimento das emoções dos outros, conseguir criar interações sociais de qualidade.


Por que é importante a inteligência emocional no trabalho?

A vida profissional, independentemente do meio em que você trabalha, é composta por pressões, que podem interferir na sua saúde mental e prejudicar suas relações profissionais, assim como as pessoais, gerando conflitos e criando um ambiente hostil.


Por isso, é tão importante saber lidar com as emoções, especialmente quando envolvem mudanças, imprevistos, situações de estresse e frustrações. Um profissional que possui uma inteligência emocional sabe como manter a calma nesses momentos, sem deixar que sua produtividade seja afetada, assim como a qualidade do seu trabalho.


Além disso, uma pessoa emocionalmente inteligente tende a lidar melhor com os problemas, ajudando a construir um ambiente de trabalho saudável e agradável, influenciando positivamente todos ao seu redor. Ela tende a se mostrar, inclusive, um bom líder e referência para seus colegas.


Como a empresa pode desenvolver a inteligência emocional nos seus colaboradores?

Embora a inteligência emocional seja um skill cada vez mais buscado pelas empresas, a verdade é que elas também precisam assumir o papel de promover essa habilidade em seus colaboradores. De que forma isso pode ser feito? É o que vamos mostrar a seguir:


Oferecer feedbacks

Uma empresa que promove a cultura de feedback mostra-se aberta a dialogar com seus funcionários de forma respeitosa. Assim, é feita uma análise sobre a performance do colaborador, apresentando seus pontos positivos, assim como as melhorias que precisam ser feitas, não apenas nas suas entregas, como também em relação a seus comportamentos. É preciso que isso seja feito com frequência, sempre de forma individual e que a empresa também esteja aberta para receber os feedbacks do outro lado. Tudo isso irá contribuir para que o ambiente corporativo fique cada vez melhor, propiciando resultados ainda mais satisfatórios.


Fazer o mapeamento comportamental

Esse é um recurso eficiente que o RH pode utilizar para identificar os perfis dos funcionários da empresa, como suas competências e preferências, e suas características pessoais. A partir disso, é possível estabelecer uma gestão mais estratégica, assim como uma relação mais próxima do time, atendendo às suas necessidades.

O mapeamento do perfil comportamental é um processo que envolve diversas técnicas, como testes, dinâmicas em grupo, entrevistas individuais, entre outras.


Investir em programas de saúde mental

Cuidar diretamente a saúde mental do grupo de funcionários pode ser uma tarefa difícil para uma empresa, especialmente para as maiores. Por isso, tem se tornado comum, especialmente após a pandemia, que algumas delas ofereçam assistência psicológica e psiquiátrica, seja parcialmente ou em sua totalidade. Vale à pena procurar por programas que atendam ao seu time e, quem sabe, aproveitar o Setembro Amarelo, mês que reforça a importância do cuidado com a saúde mental, para implementar essa novidade. Os benefícios, certamente, serão sentidos também nos resultados das empresas. 


Incentivar atividades físicas

Nada mais verdadeiro do que “corpo são, mente sã”. Por isso, é necessário cuidar da saúde como um todo. Além dos programas de saúde mental, a empresa pode ainda investir em serviços que incentivem a prática de atividades físicas. Há parcerias com academias ou ainda educadores físicos que oferecem serviços específicos para empresas. 


Respeitar as diferentes personalidades

É importante entender que cada indivíduo é único e não há como estabelecer um padrão de personalidade. Cabe à empresa identificar quais são as mudanças que realmente precisam ser feitas e quais as características pertencem ao perfil da pessoa, respeitando essas diferenças.


Como podem ver, cuidar da inteligência emocional do time de colaboradores é investir também na própria empresa! Caso tenha gostado do conteúdo e queira receber outras dicas como essas diretamente no seu e-mail, assine nossa newsletter!


Caju Team

Caju é uma plataforma de benefícios para quem se importa com seus colaboradores!

Substitua todos seus cartões de benefícios pela Caju! Aqui você consegue comprar os benefícios do seu time de um jeito fácil e que seu time vai amar!

Artigos Relacionados

Assine nossa newsletter

Receba as novidades da Caju em primeira mão

Thank you! Your submission has been received!

Oops! Something went wrong while submitting the form