4 formas de remuneração na empresa e seus aspectos legais e tributários

June 30, 2020
Recursos Humanos

Certamente, um dos grandes incentivos de um colaborador para executar suas tarefas, é a recompensa recebida em troca de seu trabalho. Quando falamos das formas de remuneração empresarial, é comum pensarmos, simplesmente, no salário. Por isso, muitas empresas ainda não sabem como retribuir a seus funcionários.

É importante, porém, se atentar à isso, pois um bom sistema de remuneração, pode ser a fórmula ideal para potencializar e reter talentos. Portanto, existem diversas formas de remuneração, quer conhecer melhor sobre elas e seus aspectos legais? É só continuar a leitura!

Formas de remuneração

De acordo com uma pesquisa feita pelo Instituto Locomotiva, 87% dos entrevistados acreditam que as premiações são uma forma satisfatória da empresa reconhecer seus colaboradores. Nesse cenário, as remunerações estão divididas entre fixas e variáveis.

Nas fixas, a distribuição de salários é feita com base no horário de trabalho, o que facilita a administração dos pagamentos, que geralmente são mensais. É o salário mais tradicional, mas ele não consegue motivar os colaboradores para o cumprimento de metas, tendo em vista que, independentemente do resultado, o honorário será igual.

Por outro lado, em uma época de competitividade, remunerar os colaboradores por seus resultados é mais eficaz. Na remuneração variável, se o funcionário alcançar determinados resultados, recebe melhor naquele período. Caso não consiga fazer isso, recebe apenas o salário fixo. Uma das desvantagens desse método é que ele reduz o controle salarial por parte da empresa, mas os benefícios com pessoal são vários.

Falaremos, a seguir, sobre alguns tipos de remuneração variável. Acompanhe.

1. Por competência

Nesse tipo de remuneração, o colaborador tem a possibilidade de receber uma quantia extra por seu trabalho, que pode ser mensurado pela avaliação de desempenho. Para adotar essa estratégia, a empresa deve estar com o planejamento estratégico bem definido.

Aqui são identificados os pontos fortes e fracos de cada pessoa, funcionando até mesmo como uma forma de autoavaliação. Assim, pode ter desvantagens, como o sentimento de incapacidade, pela comparação da diferença salarial entre funcionários na mesma função. O Art. 461, da CLT, prega que não pode haver distinção salarial entre pessoas do mesmo cargo, mas caso esse adicional seja pago como premiação e conforme permite a lei, não há problemas.

2. Participação nos lucros e resultados

Apesar de parecer mais complicado, se explicado a todos os colaboradores, pode gerar ótimos resultados. Nesse caso, a empresa divide uma porcentagem de seu lucro entre os funcionários, os quais passam a se sentir como donos do negócio. Dessa forma, é despertada nos colaboradores a vontade de melhorar seu desempenho.

É uma remuneração que está prevista em lei, na Constituição Federal de 1988, art. 7º, mas que não deve ser recorrente. É indicado que a empresa seja bem estruturada, contabilmente falando, para que possa encontrar os resultados corretos.

3. Bonificação anual

O desempenho do funcionário é medido por alguns indicadores, como o plano tradicional de metas definidas, no qual o mau desempenho não é penalizado e o desempenho maior do que a meta não é premiado. Portanto, o colaborador é bonificado somente por atingir a meta predeterminada.

Para que todos se sintam contemplados igualmente no plano de bonificações, é preciso utilizar ferramentas confiáveis. Assim como na remuneração por habilidade, deve-se ter cuidado com a forma legal de distribuição do benefício.

4. Remuneração indireta

É aquilo que conhecemos por benefícios, nos quais estão englobados vale-transporte, plano de saúde e vale-alimentação, por exemplo. Costuma ser bastante utilizada e, na maioria das vezes, o empregador não busca saber a opinião do colaborador sobre o que é ofertado. Assim, pode resultar em um custo extra que não motiva sua equipe. Contudo, quando a estratégia é bem aplicada, gera satisfação e resultados.

As empresas não costumam ter problemas legais com a remuneração indireta, tendo em vista que ela é bem comum. Inclusive, existem até mesmo empresas especializadas em benefícios que podem conceder esse serviço ao seu negócio por um custo acessível.

Como vimos, existem várias formas de remuneração em uma empresa. Analise suas opções e veja qual trará os melhores resultados para seu negócio e seus funcionários, deixando-os motivados. Afinal, a motivação aumenta o engajamento do colaborador, além de atrair e reter talentos, o que permite alcançar bons resultados constantemente.

Quer melhorar ainda mais seus resultados? Então, confira agora quais são os melhores benefícios para funcionários!

Caju Team

Caju é uma plataforma de benefícios para quem se importa com seus colaboradores!

Substitua todos seus cartões de benefícios pela Caju! Aqui você consegue comprar os benefícios do seu time de um jeito fácil e que seu time vai amar!

Artigos Relacionados

Assine nossa newsletter

Receba as novidades da Caju em primeira mão

Thank you! Your submission has been received!

Oops! Something went wrong while submitting the form