O que devo levar em conta ao aderir a um programa de benefício flexível?

March 23, 2021
Benefícios

A busca por benefícios corporativos mais atraentes é uma crescente entre os profissionais do mercado. O departamento de Recursos Humanos que o diga! O tema está cada vez mais presente e esse setor precisa estar atento às práticas mais competitivas quando o assunto é benefício corporativo.

Afinal, manter o quadro de profissionais engajados e produtivos e, ao mesmo tempo, reter os talentos necessários para o desenvolvimento do negócio, não é uma tarefa fácil.  

Aí surge a primeira pergunta: Como segurar todos os pratinhos sem deixar nenhum cair no chão? A primeira dica é: comece olhando para dentro de casa. É importante entender a individualidade de cada profissional, o que impactará diretamente na forma em que os benefícios fornecidos pela empresa são consumidos. Por isso a flexibilização dos benefícios é uma ótima ferramenta de engajamento e retenção, ao entender que cada pessoa consome de um jeito a empresa consegue se moldar para atender a todo tipo de público.

Ao mesmo tempo, não podemos ignorar que a questão jurídica é um tópico importante na tomada de decisão das empresas ao se falar de benefícios flexíveis. Assim, partimos para mais um questionamento: Quais aspectos devem ser analisados antes de escolher uma solução de benefícios flexíveis?

Separamos alguns pontos importantes:

Escolha da Empresa Parceira:

  • Importante contratar uma Empresa, cuja solução ofereça respaldo jurídico, evitando assim riscos trabalhistas, fiscais ou previdenciários. Portanto questione a Empresa e tire todas as suas dúvidas relacionadas à legislação antes da contratação.
  • Análise a plataforma que está sendo oferecida, escolhendo uma que seja intuitiva e descomplicada. Isso facilitará – em muito – a sua gestão diária;

Definição da Política de Benefícios:

  • Faça uma pesquisa interna com os seus profissionais. Pergunte a opinião deles sobre benefícios flexíveis e a quais benefícios eles gostariam de ter acesso, criando um canal de troca aberto;
  • Elabore um relatório com os resultados da pesquisa e arquive este documento. Em caso de questionamentos, é importante que a empresa demonstre que essa não foi uma decisão unilateral;
  • Estabeleça regras claras com relação à definição de quais benefícios serão concedidos e como eles poderão ser utilizados através da criação de uma política interna; 
  • Após a implementação, peça feedbacks aos profissionais sobre o uso do cartão de benefícios flexíveis. Afinal, eles são os maiores interessados. 

Legal:

  • Verifique o que a convenção coletiva do trabalho da sua categoria dispõe sobre os benefícios que serão concedidos e respeite os exatos termos deste instrumento (e.g. há algum mínimo legal que eu precise conceder a título de vale-refeição?). Esse ponto é muito importante e, em caso de não observação, a empresa poderá enfrentar problemas não só com os profissionais, mas também com os sindicatos da categoria;
  • Entenda quais são os benefícios que possuem natureza salarial e os impactos disso no compliance da empresa;

Estes são alguns pontos que recomendamos que sejam observados pelas empresas antes da adesão a soluções de benefícios flexíveis.

Ficou com alguma dúvida? Compartilha com a gente! Estamos aqui para te dar todo o suporte necessário. 


Caju Team

Caju é uma plataforma de benefícios para quem se importa com seus colaboradores!

Substitua todos seus cartões de benefícios pela Caju! Aqui você consegue comprar os benefícios do seu time de um jeito fácil e que seu time vai amar!

Artigos Relacionados

Assine nossa newsletter

Receba as novidades da Caju em primeira mão

Thank you! Your submission has been received!

Oops! Something went wrong while submitting the form