Receba um pedaço da Caju toda semana.

Inscreva-se na nossa newsletter e receba as principais novidades que o profissional de RH precisa saber para se destacar no mercado.

Benefícios corporativos

Benefícios corporativos: 25 tipos + 3 dicas para selecionar os melhores

Saiba tudo sobre benefícios corporativos e descubra os 25 tipos principais + 3 dicas para escolher os melhores na sua empresa!

Criado em

Atualizado em

por Michele Fernandes

Leia em 34 minutos

Mulher sentada em frente a uma janela olhando para a tela de um notebook.

Benefícios corporativos são valores que não integram diretamente a remuneração, mas que a complementam, criando um pacote de benefícios aos empregados contratados.

Fornecer uma remuneração justa e baseada no desempenho é uma parte essencial das melhores práticas de contratações e de recursos humanos dentro das organizações. O detalhe é que a remuneração e os benefícios corporativos precisam andar juntos! Afinal, não é só o salário fixo que vai suprir as necessidades do seu time.

Aliás, você já percebeu como nossos olhos brilham quando ganhamos algum presente inesperado? Talvez seja um brinde exclusivo, um desconto em uma compra, um mimo de um amigo ou uma promoção especial de uma loja. Não importa o tipo de agrado: todos que recebem o presente se sentem bastante valorizados e felizes.

É exatamente esse o efeito que os diferentes tipos de benefícios corporativos têm sobre os profissionais de uma empresa. Afinal, eles se tornaram um fator importante para a retenção de colaboradores, que demonstram o reconhecimento e valorizam os profissionais.

Explicaremos agora o que são benefícios corporativos, por que a empresa deve oferecê-los, quais são os tipos de benefícios que podem ser oferecidos e como você deve escolher os mais adequados à sua empresa. Continue a leitura para saber mais!

O que são benefícios corporativos?

Não é preciso muito para entender o que são os benefícios corporativos e quais são os impactos que eles causam na vida do colaborador. Benefícios corporativos são aqueles fornecidos pelas empresas além da remuneração combinada na hora da contratação, com o objetivo de incentivar a produtividade e também o bem-estar no local de trabalho.

Nesse sentido, os benefícios corporativos podem ser entendidos como vantagens que a organização oferece para os colaboradores com o intuito de recompensá-los por sua atuação na empresa.

Em épocas como final de ano, por exemplo, é muito comum que as empresas ofereçam cestas de Natal, vales-presente ou um valor extra de participação nos lucros. Mas além desses casos, há uma série de benefícios que podem fazer parte de um pacote mensal disponibilizado pela empresa.

Lembre-se sempre que esses benefícios não são apenas importantes para a marca, mas acima de tudo para estabelecer um relacionamento estável com os funcionários. Entretanto, vale destacar que alguns desses incentivos são obrigatórios, e outros opcionais.

Leia também: Tire suas dúvidas sobre cartão corporativo

Quais são os benefícios obrigatórios?

A legislação brasileira prevê e estabelece que determinados benefícios são obrigatórios, também chamados de benefícios legais, regulamentados pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). Eles servem para garantir a segurança do colaborador e o exercício dos seus direitos.

Empresas que não cumprem tais determinações, ou seja, que não disponibilizam esses benefícios, podem sofrer com processos judiciais e multas. Entre os benefícios obrigatórios, podemos citar:

  • adicional noturno;
  • décimo terceiro;
  • férias remuneradas;
  • fundo de garantia por tempo de serviço (FGTS);
  • hora extra;
  • licença-maternidade;
  • vale-transporte.

Há também os casos de acordos coletivos que determinam valores específicos de outros benefícios que precisam ser disponibilizados, como acontece com o vale-alimentação ou o vale-refeição, por exemplo. Se sua empresa se encaixa dentro das características determinadas nesses acordos, os benefícios descritos lá se tornam obrigatórios.

Por outro lado, empresas que buscam se diferenciar podem oferecer incentivos adequados ao perfil do negócio. A iniciativa, além de benéfica para o colaborador, também é muito vantajosa para a instituição como veremos mais a frente.

→ Leia também: O que é um cartão multialimentação e como contratar um para sua empresa

Por que oferecer benefícios corporativos?

Reter talentos, promover ações de relacionamento interno e oferecer um ambiente agradável aos colaboradores pode ser um desafio para muitas empresas. Acontece que o uso dos benefícios corporativos apoiam diretamente as empresas para conseguir superá-los.

Hoje já é notório que o investimento em benefícios corporativos pode se transformar em um dos grandes diferenciais para organizações que buscam se destacar no mercado, atrair candidatos e reter colaboradores. Afinal, há uma série de vantagens dos benefícios corporativos que você precisa conhecer.

Lembre-se que o principal recurso de uma empresa são seus funcionários. Reter os melhores funcionários ou o pessoal mais qualificado é (ou deveria ser) o principal objetivo de qualquer organização. Ao mesmo tempo, garantir um ambiente de trabalho agradável pode ser a base para a permanência de um funcionário na empresa.

Por conta disso, muitas empresas já entenderam que oferecer benefícios corporativos é sinônimo de proporcionar o melhor ambiente e melhorar a experiência do colaborador, ou employee experience, mantendo o nível de satisfação entre empresa e profissionais muito mais elevado.

É importante ressaltar que funcionários mais satisfeitos e motivados não só produzem mais, como também apresentam melhor engajamento e se tornam fiéis à empresa. Tais aspectos contribuem diretamente para a manutenção de um ambiente de trabalho positivo e ajudam a trazer melhores resultados para a instituição.

Algumas pesquisas de mercado também mostraram que os funcionários têm preferência por benefícios corporativos generosos em comparação com aumentos de salário. São os benefícios extra para funcionários que farão sua empresa ser vista com um aspecto positivo por todos.

Benefícios ajudam a reter talentos?

Em recente pesquisa realizada pela Zenefits, empresa que desenvolve soluções para RH, empresários entrevistados declararam que a falta de benefícios (ou a busca por benefícios melhores) é uma das 5 principais razões pelas quais os colaboradores desistem das empresas.

Ainda nesse estudo, foi comprovado que 41,3% das companhias oferecem incentivos como uma estratégia para a retenção dos funcionários.

Contudo, há diversas organizações que ainda não perceberam a importância de oferecê-los. Nesse sentido, é preciso considerar que as empresas não conseguem escalabilidade do negócio sem ajuda de pessoas.

  • elas precisam de um capital intelectual capacitado e disposto a vestir a camisa para melhorar os processos e apresentar bons resultados;
  • além disso, a oferta de bons benefícios corporativos é especialmente importante para reforçar a imagem positiva da empresa no mercado e torná-la mais competitiva;
  • dessa forma, os incentivos proporcionam uma relação de ganha-ganha, na qual ambas as partes se beneficiam.

Na verdade, os funcionários que recebem benefícios da empresa normalmente contribuem para um ambiente de trabalho mais pacífico e produtivo. Há também uma vantagem para o empregador porque os benefícios da empresa também promovem uma economia importante. Que tal saber agora dos detalhes sobre essas vantagens?

→ Leia também: PLR: o que é, como funciona e o que diz a legislação?

Quais as vantagens para empresas que fornecem e para colaboradores que recebem os benefícios?

Muitas empresas oferecem benefícios aos funcionários, e muitos funcionários esperam recebê-los todos os meses. Mas se você tem uma pequena empresa e um orçamento apertado, pode se perguntar se os benefícios dos funcionários realmente valem o custo.

Para mostrar o que queremos dizer, vamos mergulhar nas principais razões pelas quais você deve oferecer um pacote de benefícios em ambos os casos.

Vantagens dos benefícios corporativos para os colaboradores

Profissionais de diferentes segmentos estão cada vez mais exigentes e em busca de instituições que valorizem seus desempenhos de maneira justa e adequada. Para além de um bom salário, eles buscam por espaços que realmente invistam em qualidade de vida no trabalho.

Compreender o valor real desses benefícios para os funcionários não é pouca coisa. De fato, funcionários satisfeitos tendem a trabalhar de forma mais produtiva e em um nível mais alto. Nesse sentido, os benefícios corporativos podem trazer um impacto positivo para a vida do colaborador, contribuindo para a satisfação profissional.

Eles ajudam de diversas maneiras, possibilitando, por exemplo, que o funcionário se desenvolva cada vez mais por meio de cursos e treinamentos.

Além disso, os incentivos podem proporcionar segurança diante de desafios que eventualmente surgem no caminho, como a descoberta de alguma doença mais grave. Nesses casos, é preciso considerar a importância da oferta de um plano de saúde para suporte em diversas situações, como exames ou tratamentos mais longos.

Vantagens dos benefícios corporativos para a empresa

As vantagens para a empresa são diversas. Além das já citadas aqui, vale lembrar que os benefícios corporativos são um diferencial muito importante no momento da contratação de funcionários. Os incentivos deixam as vagas mais atrativas para os colaboradores e fortalecem a percepção de que a empresa valoriza os seus funcionários.

De acordo com o famoso relatório “The business case for employee health and wellbeing – a report prepared for investors in people”, ou, em tradução livre, “Em defesa da saúde e bem-estar do trabalhador – um relatório preparado para aqueles que querem investir em pessoas”, produzido por Stephen Bevan, Diretor do Instituto de Estudos do Trabalho, os benefícios corporativos são um investimento que a organização faz nos colaboradores.

Segundo esse estudo, o retorno desse investimento é percebido no bem-estar físico e emocional da equipe, o que resulta em:

  • maior produtividade;
  • comprometimento;
  • engajamento com as estratégias do negócio;
  • diminuição de casos da Síndrome de Burnout.

O mais interessante de tudo isso é que o mercado já possui uma série de benefícios flexíveis, que permitem à empresa investir naquele que melhor se adéqua ao perfil de seus colaboradores. Assim, além de um maior retorno sobre o investimento, a empresa também passa a ter mais atratividade em suas ações como marca empregadora.

Governança corporativa e benefícios: qual é a relação?

A governança corporativa é um conjunto de práticas, políticas e processos pelos quais uma empresa é dirigida, administrada e controlada, para proteger os interesses dos funcionários, dos acionistas, promover a transparência, a prestação de contas e a responsabilidade corporativa.

No contexto dos benefícios corporativos, uma boa governança atua para que os colaboradores sejam ouvidos e tenham as necessidades atendidas. Isso pode envolver a representação dos funcionários nos conselhos ou comitês de governança, garantindo que sejam ouvidos.

Quais são os melhores benefícios corporativos para funcionários?

De acordo com o relatório Global Talent Trends 2022 do LinkedIn, 60% dos candidatos a alguma vaga de emprego disseram que remuneração e benefícios são as principais prioridades ao escolher um novo emprego, ficando só atrás do equilíbrio entre vida profissional e pessoal, com 63%.

Atualmente, a tendência das empresas é proporcionar um clima organizacional favorável por meio de auxílios e premiações que demonstrem o quanto elas reconhecem os esforços de suas equipes, ou seja, benefícios atrativos para todos. Como há diferentes tipos de benefícios e a cada dia surgem novas opções, como escolher os melhores?

Sabemos que muitas empresas são confrontadas com a questão de quais seriam os benefícios adequados. No entanto, ainda há uma lacuna surpreendentemente grande entre as ideias das empresas e dos funcionários sobre o que são bons benefícios.

A seguir, conheça mais detalhes sobre os 25 principais tipos de benefícios inovadores para empresas que sua organização pode implementar, atendendo o que é mais solicitado e relevante para os profissionais hoje em dia.

1. Auxílio-creche

Os benefícios do auxílio-creche estão se tornando um fator importante para muitos pais na hora de decidir sobre o próximo emprego. Empresas que oferecem benefícios de creche têm uma vantagem quando competem com as que não oferecem nada desse tipo.

Esse benefício ajuda a reduzir as taxas de rotatividade e de absenteísmo (faltas ao trabalho) e eleva a imagem da organização. A produtividade dos funcionários também aumenta, pois os pais não precisam se preocupar com a segurança de seus filhos e questões financeiras relacionadas. 

Com os benefícios da creche, eles sabem que seus filhos estão sendo bem cuidados e que não há nenhuma pressão de pagamento de mensalidades sobre isso. Se você quiser adicionar benefícios de creche para seus funcionários, pondere os prós e os contras das opções antes de decidir.

Lembre-se de que adicionar esse tipo de auxílio pode fazer uma grande diferença na satisfação dos profissionais, além de tornar sua organização mais inclusiva ao remover um dos obstáculos comuns para pais e mães, que é a preocupação com o bem-estar dos filhos.

2. Auxílio home office

Nos últimos tempos, a pandemia veio para reforçar como o trabalho híbrido ou em home office pode ser um ponto positivo para a empresa e um diferencial na vida do colaborador. Cada vez mais popular, essa modalidade de emprego oferece muitas vantagens, especialmente por permitir mobilidade e segurança.

Além disso, é uma iniciativa importante que demonstra respeito e preocupação pela saúde do colaborador em um momento em que ainda há muitas incertezas sobre a propagação do novo coronavírus e seus efeitos.

O auxílio home office é um valor que a empresa disponibiliza para o funcionário (que, normalmente, vai de R$ 80,00 a R$ 140,00) para dar um suporte em suas contas básicas, como água, luz, internet e telefone.

Além de ajudar o colaborador, essa iniciativa geralmente resulta de maneira positiva para a empresa, que pode diminuir a sua presença em ambientes físicos e ter menos gastos com aluguéis de sala ou escritórios, por exemplo.

3. Auxílio educação

Investir nos estudos contribui para a elevação do nível intelectual dos profissionais. Além disso, a carreira é favorecida, e os reflexos disso podem ser observados na eficiência e na qualidade dos serviços. Para isso, o benefício de auxílio educação pode ser concedido para a conclusão de uma graduação, especialização universitária ou curso profissionalizante.

É muito comum que o colaborador tenha interesse em se especializar não só em busca de novos conhecimentos, mas também de novas oportunidades. Seja para receber um salário melhor ou ocupar um cargo de maior hierarquia, o estudo é um aspecto fundamental nesse processo.

Em contrapartida, os colaboradores desenvolvem competências e adquirem conhecimentos que serão muito úteis para a empresa. Além disso, a organização aumenta a sua atração e a retenção de talentos. Afinal, a aprendizagem é muito valorizada no mundo corporativo.

4. Cesta básica

A cesta básica inclui alimentos que fazem parte da rotina alimentar dos colaboradores. Nesse sentido, o benefício é uma alternativa para oferecer aos funcionários itens que compõem uma alimentação mais saudável e balanceada.

Há casos em que esse benefício se enquadra como obrigatório quando faz parte de acordos coletivos, o que é comum principalmente em setores de construção ou indústria.

Esse tipo de benefício também interfere na empresa já que diminui o índice de absenteísmo e os afastamentos por questões de saúde. O ideal é que sua empresa feche uma parceria com um fornecedor local para realizar o fornecimento das cestas.

Incluir a cesta básica como benefício é uma forma de garantir a alimentação dos colaboradores com itens de qualidade. Além do mais, proporciona mais praticidade, motiva e tem influência no bem-estar e segurança dos trabalhadores.

5. Compensação de horas

Sua empresa autoriza que os profissionais trabalhem mais tempo durante um dia e conquistem folgas em outras datas? Então saiba que esse é sim visto como um importante benefícios para os colaboradores.

Algo parecido acontece na compensação por banco de horas, que permite aos colaboradores acumularem períodos de trabalho para tirar folgas ou descansar.

6. Cursos de idiomas in company

Dominar um segundo idioma abre muitas portas, inclusive para que os colaboradores possam evoluir dentro da própria organização. Além disso, os cursos de idiomas in company são uma oportunidade de ter um diferencial competitivo no mercado, ajudando no Employer Branding da empresa.

A capacitação dos funcionários em outro idioma faz com que eles obtenham maior reconhecimento e incentivam os colaboradores a evoluírem dentro de um aspecto importante para a vida como um todo, e não só para o trabalho.

7. Descontos em produtos ou serviços da empresa

Dependendo do tipo de empreendimento, é possível conceder descontos na compra de produtos ou na contratação de serviços da empresa para os seus funcionários. Além disso, é comum realizar parcerias com outras companhias para oferecer descontos aos colaboradores.

Exemplo dessa prática é combinar descontos em um restaurante próximo à empresa. Outras situações bastante comuns são os acordos para abatimentos em mensalidades de academias de ginástica e cursos de idiomas.

Nesses casos, há uma relação do benefício com a saúde e o bem-estar do colaborador ou mesmo o seu desenvolvimento profissional.

8. Ginástica laboral

Não há sombra de dúvidas que as atividades físicas são um quesito fundamental para a saúde. Todavia, nem todos os colaboradores praticam exercícios regularmente, e incluir a ginástica laboral como um benefício é bastante vantajoso nesse sentido.

Dessa maneira, os funcionários fazem a ginástica laboral nas empresas e ganham mais saúde. A prática de atividade física ajuda na prevenção de doenças, melhora o condicionamento físico, aumenta a produtividade e reduz os afastamentos. Portanto, são só ganhos, tanto para a organização quanto para os colaboradores.

Quem quiser pode fazer diretamente o exercício necessário sem perder muito tempo, o que pode ajudá-lo a se concentrar melhor e a ser mais produtivo. Vale lembrar ainda que essa atividade pode ser realizada inclusive no ambiente remoto, com os profissionais acompanhando os movimentos através de uma videochamada.

9. Happy hour

Nada como fechar a semana com um happy hour na sexta-feira, ou até mesmo escolher outro dia para valorizar a convivência e os relacionamentos dentro da empresa.

Esse é um benefício bastante positivo para aproximar os colegas de trabalho, diminuir barreiras e incentivar a interação. Nesse caso, o investimento por parte da empresa é nas comidas e bebidas utilizadas durante esse momento.

10. Horário de trabalho flexível

Um modelo de jornada de trabalho padronizado não beneficia todos os colaboradores, uma vez que cada pessoa tem um ritmo circadiano (relógio biológico) diferente. Para uns, o ápice da produtividade acontece pela manhã, enquanto outros produzem melhor no período da tarde ou da noite.

Como isso interfere na relação entre vida pessoal e profissional (como mencionamos os resultados da pesquisa Global Talent Trends 2022), é um dos benefícios mais requisitados atualmente.

Quando a empresa permite que o time escolha o horário em que deseja trabalhar, maravilhas podem acontecer. Uma delas é a gratidão que os profissionais têm pelo respeito da instituição em relação ao bem-estar deles.

Além disso, essa liberdade aumenta a felicidade do time, pois mostra que a empresa tem confiança na sua responsabilidade e maturidade. A iniciativa reforça a autonomia do colaborador, oferecendo mais liberdade em suas escolhas.

Porém, quem realmente ganha com esse benefício corporativo é a organização, que observa a otimização e o aumento da qualidade nos serviços. Para implantar o horário de trabalho flexível, as empresas costumam adotar dois modelos de jornada, descritos a seguir.

  • Horário variável: determina-se um período em que a presença do colaborador na empresa é obrigatória e o restante do tempo fica a critério do profissional;
  • Liberdade na escolha do período: permissão para escolher a parte do dia em que o trabalho será realizado, desde que a carga horária estipulada pela empresa seja cumprida.

11. Incentivos à prática de esportes

De acordo com o livro “Habits of a Happy Brain” – em tradução livre, “Os Hábitos de um Cérebro Feliz”, escrito por Loretta Graziano Breuning, o bem-estar pessoal está ligado à produção dos hormônios conhecidos como o “quarteto da felicidade”: serotonina, endorfina, oxitocina e dopamina.

Quando estamos cheios desses hormônios, o cérebro envia sinais elétricos que reduzem o estresse, a depressão e melhoram o humor. Em resumo, colaboradores que praticam atividades físicas “fecham as portas” para sentimentos que destroem a produtividade e geram emoções que fazem bem para eles e para os colegas de trabalho.

Algumas empresas decidem oferecer descontos para os funcionários em academias e outros centros de práticas esportivas. Outras implantam uma área interna customizada para a realização de atividades físicas. Há, ainda, organizações que permitem uma redução na carga horária para os profissionais que praticam algum tipo de esporte.

Qual é a recompensa dessa prática para a empresa? Aqui estão alguns deles:

  • os colaboradores trabalham com mais motivação;
  • os conflitos internos causados pelo estresse diminuem;
  • o desempenho do time aumenta;
  • os lucros do negócio sobem consideravelmente.

12. Mobilidade

Diminuir o tempo de deslocamento e os custos em mobilidade são ações que fazem parte de uma boa estratégia corporativa. Assim, é possível encontrar parceiros para colocar isso em prática e, como resultado, ver a produtividade das equipes aumentar.

Quer um exemplo? Esse benefício pode ser colocado em prática contratando uma empresa que usa veículos de transporte para buscar os profissionais e levá-los para o trabalho.

13. Parcerias comerciais

As parcerias comerciais são convênios que oferecem diversas vantagens para os colaboradores, como descontos e outras facilidades. Essa é uma relação em que todos podem sair ganhando, já que as empresas que fecham essas parcerias com as organizações ganham mais uma forma de divulgação dos seus produtos ou serviços.

Esse benefício pode ser ampliado para diferentes áreas, como as que você verá a seguir.

Academia

As parcerias com academias disponibilizam descontos para que os colaboradores possam fazer exercícios e manter a saúde em dia. Afinal, a prática de atividades físicas aumenta o rendimento profissional e contribui para que os funcionários sejam mais saudáveis.

Educação

Cursos avulsos, escolas de idiomas, graduação e outros tipos e modelos de estudos recebem descontos com parcerias educacionais. Esses estímulos são importantes, pois o colaborador tem muito a contribuir para o crescimento da empresa.

Lazer

Momentos de lazer e descontração nas horas de folga são essenciais para recarregar as energias. Desse modo, a parceria com cinemas, livrarias e teatros são incentivos de lazer e entretenimento para o colaborador e sua família.

Lojas

Quem não gosta de ter descontos em compras, não é verdade? Por isso, o benefício de parceria com lojas oferece preços atrativos, com descontos exclusivos e maiores do que o habitual para os colaboradores da sua empresa — sejam estabelecimentos que vendem eletrônicos, vestuário, entre outros.

14. Participação nos lucros

Trabalhadores em organizações com participação nos lucros, o famoso PLR, normalmente recebem salários significativamente mais altos se comparados aos colaboradores de empresas sem tais acordos.

Para que os programas inclusivos de participação nos lucros tenham o efeito desejado na produtividade, eles devem ser combinados com outras iniciativas para capacitar os trabalhadores. Uma forma de fazer isso é criar “conselhos de empresa” — grupos eleitos de trabalhadores com direito à informação e consulta, inclusive sobre as condições de trabalho.

Como uma espécie de bonificação, a participação nos lucros pode ser medida por meio da produtividade do colaborador ou de metas atingidas coletivamente. Naturalmente, o valor só é pago em conformidade com os lucros que a empresa obtém durante o ano.

15. Plano de saúde

O plano de saúde é um dos benefícios corporativos mais valorizados pelos colaboradores. Essa informação foi revelada em uma pesquisa feita pela agência Clutch. De acordo com esse estudo, mais da metade dos profissionais entrevistados disseram que esse benefício contribui para uma maior satisfação no trabalho.

Na verdade, muitos preferem um bom plano de saúde a salários mais altos. Algo impressionante, concorda? O motivo disso é que esse benefício favorece o bem mais precioso que um colaborador pode ter: a sua saúde física e emocional.

Em contrapartida, a empresa reduz as taxas de absenteísmo e de turnover (rotatividade de profissionais) relacionadas a problemas desse tipo.

Além disso, com o bem-estar físico “em dia”, o time exerce suas atividades com mais otimismo, tranquilidade e felicidade, resultando na melhora do clima interno da empresa. 

Mas como implementar esse benefício? Uma boa estratégia é oferecer um plano básico e permitir que os profissionais insiram pacotes de serviços médicos de acordo com as suas necessidades.

Há também a possibilidade de incluir serviços de saúde na política de meritocracia (prática de conceder benefícios a colaboradores que se destacam em algum processo interno). Nesse caso, quando um profissional atinge um alto nível de desempenho nas suas funções, como retribuição, a empresa o presenteia com sessões de massagem ou outro tipo de tratamento alternativo.

16. Plano odontológico

As empresas que oferecem seguro odontológico disponibilizam planos que ajudam a pagar uma parte do custo de tratamento e assistência odontológica. A cobertura pode incluir uma variedade de tratamentos e procedimentos de acordo com a política da empresa.

Manter o sorriso de seus colaboradores saudável pode ajudar na produtividade e até mesmo reduzir os custos de assistência médica. Para isso, é preciso encontrar um plano odontológico de alta qualidade.

A escolha de um plano odontológico exige o recebimento e a avaliação de uma variedade de informações, a fim de tomar a melhor decisão de negócios para sua empresa e seus funcionários. Compreender as necessidades de saúde bucal de seus colaboradores antes de investir em um plano pode ajudar a identificar o melhor benefício para eles.

Há a opção de disponibilizar uma política de grupo, mas ela precisa acomodar razoavelmente os funcionários com maiores necessidades odontológicas a um custo acessível para todos.

17. Plano de previdência privada

Sabemos que os valores pagos pela previdência pública são baixos, e os benefícios tendem a ficar cada vez mais defasados. Dessa forma, oferecer um plano de previdência privada para o colaborador, em que ele contribui com uma parte do valor e a empresa com outra, é uma forma de ajudá-lo a ter mais tranquilidade na aposentadoria.

Além disso, é um poderoso instrumento para melhorar o clima organizacional, reter talentos e reduzir o turnover, já que é possível definir que o colaborador só terá direito à parcela depositada após um certo tempo de empresa. Assim, é um incentivo para que ele permaneça na organização.

18. Seguro de vida

Semelhante ao plano de saúde e aos programas de auxílio à família, esse tipo de benefício proporciona tranquilidade ao colaborador ao saber que seus familiares ficarão amparados em caso de falecimento ou invalidez.

O seguro de vida empresarial ou seguro de vida em grupo cobre o risco de morte, invalidez permanente e/ou de sobrevivência a acidentes, por meio do pagamento de um valor aos beneficiários, indicados pelo funcionário.

Para a empresa, é importante observar que o custo de vida por colaborador é menor quanto maior for o número de funcionários da organização. Outra vantagem é a isenção de imposto de renda para as empresas que optam pela tributação do lucro real.

19. Universidade corporativa

A implementação de universidades corporativas é bem interessante para que os colaboradores se engajem mais. Além disso, essa é uma solução para alinhar missão e valores da empresa, em conjunto com a capacitação adequada das equipes.

Você pode realizar parcerias com algumas instituições que disponibilizam professores in company para realização das aulas. Para que o benefício fique ainda melhor, separe horários dentro da escala de trabalho dos profissionais para que possam realizar essas aulas. Assim a percepção de valorização da empresa será ainda maior.

20. Vale-alimentação

Oferecido ao colaborador para ele poder comprar alimentos e itens em supermercados, o valor é decidido pelo empregador e o ideal é que ele seja condizente com o que uma família gasta mensalmente. O parâmetro deve ser considerado com base nos valores praticados na região onde a empresa se encontra.

Embora não seja obrigatório, o vale-alimentação pode estar previsto em um acordo coletivo, o que o transforma em obrigatoriedade para a empresa. Ele pode ser fornecido de duas formas:

  • Cartão de crédito de benefícios: para ser utilizado somente em produtos alimentícios;
  • Inclusão de valores no salário: a quantia pode fazer parte da remuneração mensal do funcionário.

21. Vale-refeição

Bem semelhante ao vale-alimentação, mas com o foco em usar os valores dos benefícios em restaurantes ou padarias, o vale-refeição é mais uma opção bem vista na lista de benefícios.

Essa pode ser uma opção ótima para empresas que contam com shoppings e restaurantes nas proximidades, fornecendo um valor fixo mensal para que os colaboradores realizem suas refeições nestes locais. Buscar descontos exclusivos pode facilitar ainda mais a implementação desse benefício e melhorar o fluxo de clientes nesses espaços.

22. Vale-combustível

Colaboradores que precisam ir à empresa, mas escolhem (ou podem) ir ao escritório em seus próprios veículos passam a ter mais flexibilidade quando recebem o vale-combustível. Além da economia, eles ganham autonomia para escolher o momento certo e o local de preferência para o reabastecimento.

Como o próprio nome sugere, com o vale-combustível, o colaborador recebe um crédito em um cartão corporativo para poder viajar ou se locomover até a empresa. O valor pode variar de acordo com o trajeto percorrido e com a necessidade do funcionário.

23. Vale-cultura

O vale-cultura, geralmente oferecido por grandes organizações, é um tipo de benefício disponibilizado para profissionais que ganham até cinco salários-mínimos e é regulamentado por lei.

Dessa forma, as companhias oferecem entre R$ 50,00 e R$ 100,00 por mês para que os funcionários tenham acesso a atividades culturais (como a compra de livros e ingressos para shows e cinemas), sendo esse valor descontado dos impostos pagos pela instituição.

24. Vale-presente

Em épocas específicas, como o Natal, fim de ano e em datas comemorativas, é comum que as empresas queiram presentear seus colaboradores não com um item específico, mas sim com um vale-presente.

Esse benefício trata-se de um valor definido para a compra de bens, seja em um estabelecimento específico ou não.

Uma dica é usar esse benefício na época em que o colaborador faz aniversário de empresa! A cada ano sua empresa pode surpreender essas pessoas com esse tipo de vale que é sempre muito bem visto, com um verdadeiro presente.

25. Viagem de incentivo

As experiências em viagens sempre permanecerão na memória do colaborador, gerando mais motivação para o desenvolvimento de suas tarefas. Essa pode ser uma boa opção para reconhecer e premiar os melhores desempenhos.

Dessa forma, também é possível obter um maior engajamento e proporcionar um sentimento de pertencimento aos funcionários.

Como escolher os benefícios mais adequados para a sua empresa?

Para definir os benefícios mais adequados, é preciso analisar diferentes fatores para escolher aqueles que melhor atenderão às necessidades dos seus funcionários. Caso contrário, a oferta não trará resultados positivos para eles e muito menos para a organização.

O sucesso nessa análise pode ser obtido com base em uma pesquisa de clima organizacional junto aos funcionários. Após saber o que mais interessa a eles, é importante analisar o custo-benefício de cada opção. Veja, a seguir, quais ações podem contribuir para uma escolha adequada e ajudar a montar um plano de benefícios para os colaboradores.

Conheça o cartão multibenefícios da Caju assistindo o vídeo abaixo:

Faça uma pesquisa de clima organizacional

A pesquisa de clima organizacional é uma metodologia utilizada para coletar informações importantes sobre a visão dos funcionários em relação à empresa, bem como sobre as necessidades e desejos dos colaboradores.

Dessa forma, é possível identificar as opções ideais para atender às necessidades dos funcionários, sendo mais um recurso que pode ser utilizado para reter talentos e corrigir falhas.

Considere o orçamento da sua empresa

Uma análise fundamental no momento de escolher os benefícios corporativos é estudar a viabilidade diante da realidade dos recursos financeiros. Isso porque de nada adianta identificar os melhores benefícios se a empresa não apresentar condição de arcar com eles.

Por isso, é importante ter uma visão realista para não gerar frustrações na equipe, já que, uma vez concedidos, desistir pode causar grandes transtornos.

Analise os benefícios mais oferecidos no mercado

Destacar-se das demais empresas do mesmo segmento é um dos objetivos de programas de benefícios corporativos.

Dessa forma, é preciso analisar as vantagens e os benefícios oferecidos pela concorrência para identificar quais estão mais alinhados com a cultura organizacional da sua empresa e, ao mesmo tempo, apresentam condições de contribuir para a sua diferenciação no mercado.

Contrate uma boa empresa de benefícios

Para ter sucesso na escolha dos incentivos, é fundamental fazer parceria com uma empresa de benefícios que apresente as seguintes qualificações:

  • credibilidade: pesquise a reputação da empresa no mercado;
  • diversidade de serviços: avalie a carteira de opções para benefícios;
  • segurança: verifique se o sistema oferecido é seguro para transações com cartões de crédito;
  • tecnologia e inovação: analise a tecnologia adotada para fornecer a lista completa de benefícios ao seu time. Quanto mais inovadora, melhor será o serviço oferecido.

Exemplo de excelente possibilidade desse tipo de parceria é a Caju Benefícios, uma empresa brasileira de tecnologia que veio para facilitar a vida das companhias e de seus colaboradores, proporcionando uma relação com experiência única. Por meio de uma plataforma com tecnologia de ponta, ela ajuda a planejar, organizar e gerenciar diversos benefícios.

O objetivo é proporcionar uma personalização da cesta de incentivos para os funcionários conforme as necessidades levantadas. Além disso, com o auxílio de um cartão de benefícios, os colaboradores podem desfrutar dos incentivos com segurança, praticidade e facilidade.

3 dicas para nunca errar na escolha dos benefícios corporativos

Poderíamos continuar a lista de benefícios corporativos por muito mais tempo, mas a lista já mostra claramente: não precisa necessariamente ser um carro ou ações da empresa na bolsa de valores (caso já esteja lá). Até mesmo pequenos gestos são considerados como um benefício corporativo – e muitas vezes são valorizados muito mais pelos funcionários.

Tudo o que resta é encontrar os benefícios certos agora, não é mesmo? Então se mesmo depois de seguir os passos anteriores você ainda tiver dúvidas, veja as dicas finais para escolher os melhores benefícios para sua empresa.

1. Escolha benefícios corporativos que correspondam ao tamanho e à cultura da sua empresa

Muitos benefícios só valem a pena quando as empresas atingem um determinado tamanho – e muitas vezes só são acessíveis depois disso. Estar no início de uma empresa não deve, no entanto, significar que não há benefícios para os funcionários.

Especialmente no início, quando todos estão trabalhando juntos para construir um futuro, é importante apoiar a saúde e a motivação dos seus colaboradores. Ofertas que permitem um melhor equilíbrio entre vida profissional e pessoal e melhoram os padrões de vida são uma boa escolha.

Mas além da viabilidade, fique atento também para a conformidade dos benefícios dos empregados com a cultura da empresa. Os benefícios que as empresas oferecem para atrair talentos dizem muito sobre a cultura de trabalho e, portanto, influenciam fortemente a marca do empregador.

Combinações como vale-cultura e bebidas/lanches grátis podem rapidamente dar a impressão de uma cultura jovem. Os benefícios orientados para a família revelam um certo cuidado com as pessoas além dos próprios colaboradores.

2. Selecione os benefícios corporativos junto com seus funcionários

Se você já tem funcionários a bordo, definitivamente deve incluí-los na tomada de decisão sobre os benefícios a serem oferecidos. Isso é um sinal de confiança e parceira, já que sem o apoio deles sua empresa provavelmente ainda não estaria onde está agora. Por outro lado, você também pode garantir que oferece benefícios realmente sob demanda.

Uma das melhores maneiras de descobrir quais benefícios seus funcionários realmente querem é falar diretamente com eles.

3. Ofereça também benefícios individuais aos funcionários

É importante não só selecionar os benefícios dos colaboradores em equipe, mas também diversificar a oferta para que todos possam usufruir de benefícios atrativos e adequados.

Um profissional remoto, por exemplo, ficará feliz com valores maiores de auxílio home office e recebimento de equipamentos para usar no dia a dia. Já um funcionário que mora mais perto do local de trabalho e valoriza a ida para o escritório vai preferir o vale-combustível. Percebe como essa personalização é importante?

Estes são apenas alguns exemplos, mas uma coisa fica clara: apenas benefícios realmente bem pensados ​​com opções individuais ​​deixam os funcionários realmente felizes no final do dia e 100% satisfeitos com o pacote oferecido.

Ofereça agora os melhores benefícios corporativos para seus funcionários!

Como você pôde verificar, há diversos tipos de benefícios corporativos que podem ser aplicados em sua empresa. Mas, para ter sucesso nessa implementação, é fundamental saber escolher os incentivos mais adequados e contar com uma empresa parceira que oferece experiência e tecnologia inovadora.

  • o desafio: selecionar um pacote de benefícios atrativo e condizente com as necessidades atuais dos colaboradores;
  • a recompensa: manter uma força de trabalho mais feliz e ter uma vantagem competitiva no mercado na batalha por reter e captar novos talentos.

Embora as boas oportunidades salariais ainda sejam muito populares como fator de decisão na hora de escolher uma vaga de emprego, há alguns anos o foco mudou cada vez mais para a autorrealização e o equilíbrio entre vida profissional e pessoal. E é exatamente aqui que os benefícios corporativos para funcionários de hoje devem focar.

Agora que você já sabe como aplicar diferentes tipos de benefícios corporativos, aproveite para oferecer agora mesmo os melhores benefícios flexíveis, modelo que dá total flexibilidade e autonomia para cada profissional decidir a melhor forma de usar os benefícios disponíveis.

Para entender melhor o que são benefícios flexíveis e conhecer todas as vantagens do nosso cartão para a sua empresa, é só falar com o time da Caju!

Dúvidas frequentes

Quais as vantagens dos benefícios corporativos?

Os benefícios corporativos complementam o salário ofertado pela empresa aos funcionários, e isso só traz vantagens, como: melhora no clima organizacional e qualidade de vida dos colaboradores, auxílio na retenção de talentos, aumento da vantagem competitiva da empresa no mercado, entre outros.

Quais são os principais benefícios corporativos?

Os benefícios corporativos mais comuns são vale-alimentação, vale-refeição, vale-transporte, auxílio saúde e, atualmente, auxílio home-office.

Quais os melhores benefícios para funcionários?

Os melhores benefícios corporativos devem ser definidos a partir de uma pesquisa interna realizada pelo setor de recursos humanos, para entender, junto aos funcionários, quais são as necessidades que possuem e que podem ser supridas com benefícios, pensando no melhor custo-benefício para a empresa.

Conheça a Caju

Preencha o formulário de interesse abaixo.

Entraremos em contato com as melhores soluções para sua empresa.

Compartilhe nas redes sociais

Michele Fernandes

Marketing

Profissional da área de comunicação há mais de 10 anos, com especialidade em criação e estratégia de conteúdo B2B em empresas de tecnologia.

Ver todos os posts dessa autoria

Receba um pedaço da Caju toda semana.

Inscreva-se na nossa newsletter e receba as principais novidades que o profissional de RH precisa saber para se destacar no mercado.